Ligas de trauma latino-americanas – História e missão da Liga do Trauma e Emergência de Pittsburgh (EUA)

29 de dezembro de 2014


LOGOMARCA PTEL

As Ligas de trauma latino-americanas possuem grande influência internacional. No verão de 2014, uma estudante de enfermagem da Universidade de Pittsburgh realizou um estágio em um hospital na cidade de Cuenca, Equador. Durante seu estágio, a acadêmica de enfermagem conheceu a Liga Acadêmica de Trauma e Urgências – “La Liga Académica de Trauma y Emergencias” – que havia sido recentemente fundada por duas escolas de medicina que lá existem. Desta forma, ela participou das atividades da liga do trauma, aprendeu com os fundadores os princípios e os bastidores que envolvem a formação das ligas, e reconheceu a imensa influência positiva que este grupo possuía sobre os alunos e a comunidade. Após retornar para sua universidade, ela percebeu que havia potencial para a formação de uma liga.

Uma abordagem multidisciplinar foi aplicada ao modelo liga do trauma e de emergência. Sendo assim, em janeiro de 2014 foi inaugurada a Pitt Trauma & Emergency League (PTEL), que surgiu em decorrência de um grande interesse dos estudantes, professores e profissionais de medicina, enfermagem, medicina de emergência, setores de graduação em saúde preventiva, saúde pública e assistência social em discutir o tema. Para divulgar suas atividades foram utilizadas redes sociais, promoção em classes, website e listas de e-mail da escola. Uma lista de interessados na discussão do tema ​​foi criado, recrutando-se líderes em potencial em entrevistas pessoais e, assim, foram designados a assumirem como membros da liga e da diretoria. Diretorias de gestão, acadêmica, prevenção e comitês de pesquisa foram formados pelos 17 membros inicialmente identificados. A missão foi definida como: promover o interesse pelo atendimento ao trauma e emergência, estimular a prevenção baseada em evidências, desenvolvimento profissional, liderança, prevenção de lesões, preparação acadêmica, e uma compreensão de trauma e emergência como problema de saúde pública e global.

PTEL oferece atividades e incentiva a participação em eventos comunitários e universitários que se correlacionam com sua missão. A diretoria acadêmica é a responsável por elaborar palestras,workshops, experiências clínicas, cursos, etc. Entre as atividades mais desenvolvidas pela liga estão as palestras que são apresentadas pelos profissionais da saúde. O objetivo da diretoria de pesquisa é ajudar a tornar o processo de pesquisa mais acessível e produtivo. Inclui sessões de pesquisa e um clube de revista. PTEL cria novas oportunidades de pesquisa tanto em Pittsburgh, quanto internacionalmente conectando os alunos mentores de projetos potenciais através de apoio às suas iniciações científicas. Os objetivos da diretoria de prevenção incluem a necessidade de conscientização de que o trauma é um problema de saúde pública e global, além de estimular a educação voluntariada sobre atendimento ao trauma e emergências, além de alertar para o risco de lesão.

PTEL é inspirado pelas ligas do trauma da América Latina. Embora a estrutura e as atividades foram adaptadas para a Universidade de Pittsburgh, os objetivos fundamentais são compartilhados. O objetivo é criar uma comunidade que capacita os alunos a investir na sua educação, para a melhoria das suas comunidades através da criação de novas redes entre universidades, profissionais e sociedades. A Panamerican Trauma Society representa um elo entre as ligas do trauma e emergência facilitando as interações internacionais.

PTEL é divulgada através de seu site, lista de discussão, grupo no Facebook e Twitter:

Websitehttp://yganali.wix.com/ptel

Email: pitttraumaemergencyleague@gmail.com

Facebook: PTEL – Pitt Trauma & Emergency League

Twitter: @PTEL_Pitt